Google+ Followers

segunda-feira, agosto 11, 2008

O DIA DO ELISMO


VICE-PRESIDÊNCIA INTERNACIONAL DO ELOS PARA A  AMÉRICA DO SUL

 

 MENSAGEM AOS COMPANHEIROS:

 

O Elos Internacional da Comunidade Lusíada está a comemorar 49 anos de existência no dia 8 de agosto de 2008. É o Dia do Elismo.

Nesse tempo transcorrido ele cresceu, ganhou espaço em outros territórios do nosso Planeta e se firmou como Instituição internacional, difundindo valores que devem ser cultivados perenemente. Esses valores que tratam da vida, da ética, do sentimento de companheirismo, da Justiça Social, da Liberdade devem se entranhar na vivência familiar, na vivência do Credo Elista. A Oração Elista prega o amor fraternal  pela busca do bem comum.

Portanto, é preciso enxergar este universo com olhos de elista e ressaltar que o culto às tradições, à língua mater, à família,à ética, à congregação dos homens é o seu élan. Este traduz um cenário de coragem, ousadia, vontade e consecução de fins humanistas nas relações entre seus membros e suas comunidades.

A presença de Elos Clube nas comunidades fortalece a execução de trabalhos pela cultura e cristaliza as suas existências.

Por isso, sonhar, ousar, realizar e sedimentar ações são etapas do enraizamento do ideário elista nas comunidades, que sempre vão em busca da face da verdade.

Thiago de Mello, em seus "Estatutos do Homem", Artigo 1 expressa, com imensa profundidade, o espírito elista:

"Fica decretado que agora vale a verdade,

que agora vale a vida

e que de mãos dadas trabalharemos

todos pela vida verdadeira."

 

Por isto, a existência de cada um de nós, dentro do Movimento Elista, se reveste de grande importância. Cada  elista  se torna  um  elemento  fundamental na   engrenagem que move e controla ações desencadeadas no decorrer de uma gestão.

É preciso entender e viver o contido na afirmativa (poética) de Geraldo Vandré: "Quem sabe faz a hora, não espera acontecer."

E, entre os momentos de reuniões de Convívio e de produção de eventos, ou de co-participação com outras instituições da sociedade civil organizada, detectou-se que há representatividade forte nas comunidades, distinguindo  sua especial singularidade.

Sentimentos de amizade, respeito e companheirismo vêm à tona com maior intensidade. Há o trazer a estória registrada à lembrança. É preciso refletir sobre a performance alcançada e entender que os desafios e necessidades se sucedem num novo tempo.

Mas, ainda assim, faz-se necessário efetivar muitas outras ações em prol do Elismo. Há que se buscar a sua expansão em território brasileiro para o devido fortalecimento do "Movimento", pois somos cidadãos ímpares ao vivermos sob a égide de Princípios Elistas, com probabilidade de tecermos novos paradigmas.

Entretanto, devemos, a cada novo dia, acender nossas luzes para fazer valer a experiência e a conduta "reta" em todos os atos de nossas vidas. Assim:

"Acendamos nossas luzes

Na Sinfonia da Vida

em cântigos alegres

tornando-nos focos luzentes

da transcendência da cruz

espargindo ao mundo

um refrigério de Amor e Bondade

como acólicos

da magnitude divina."1

 

     

(1)   CALDAS, João Soares in Elistas Escrevem III – Compêndios de Artews, ed. Elos Clube de Londrina, 2005, p. 289.

Vivamos o elismo, pois acendendo as luzes para que o nosso caminhar seja sempre seguro, apresentando, a cada passo, trabalho ordenado, criativo, vanguardista, envolto em valores cristãos, enfatizando o companheirismo, a paz e o bem comum, alcançaremos metas elistas traçadas. Afinal, "o Mundo é obra de todos nós."2

 

                                                             Saudações Elistas.

 

                                                               Maria Inês Botelho

Vice-Presidente Internacional do Elos para a América do Sul

 

 

 

(2) COELHO, Eduardo Dias. Últimas palavras sobre "Elismo" in Manual Elista, 1998, p.9

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário