Google+ Followers

domingo, agosto 26, 2012

Saudação da ex-Presidente Franci Machado Darigo no Elos Clube de Niterói no dia 25 de agosto de 2012

A ex-Presidente CE Franci Machado Darigo fez uma honrosa saudação a sua afilhada na instituição CE Labouré Lima, homenagem que sensibilizou a todos no ato de posse da atual Presidente do Elos Clube de Niterói. 

Ilustre Senhor Governador do Distrito 08 António Peña  Loulé
Ilustre Senhora Presidente do Elos Clube de Niterói Maria Labouré A. Lima Ribeiro
Ilustre Senhor Vice-Presidente do Elos Clube de Niterói Gentil Moreira de Sousa
Ilustres Senhores Diretores
Companheiros Elistas e Amigos
Senhoras e Senhores,
  
São de longa data nossos sentimentos de carinho e respeito admirativo por esta Instituição, Elos Clube de Niterói, nascida no ano de 1980, como mais uma unidade da Comunidade do Elos Internacional da Comunidade Lusíada, fundada graças à sensibilidade de Eduardo Dias Coelho, que fincou a raiz elista no solo santista, não temendo a vizinhança da fina garoa de São Paulo ou a forma inconstante das areias batidas pelas ondas, pelo vento e o sol praianos da bonita cidade de Santos, berço de adoção da ex-Presidente Internacional Maria Araújo B. de Sá e Silva. Santos, cidade abordada por nós, por terra e mar, dá-nos a sensação de proximidade convivial, sempre oportuna e prazerosa.
Nesta tarde-noite, desejamos evocar algumas lembranças queridas, para consignar nos Anais, por exemplo, a amizade fraterna de um ícone do Elos Internacional da Comunidade Lusíada, Presidente Internacional, posteriormente Presidente do Conselho Internacional, Máximo Gonzalez Donoso, de saudosa memória. Ao Dr. Máximo Donoso devemos inúmeras e imerecidas referências, telefonemas, cartas, na década de 1990 e anos subseqüentes, a par de láureas e medalhas em nome do Elos Internacional.
Chegamos ao Elos Clube de Niterói pelo convite irrecusável do seu Diretor Cultural, à época, Horácio Pacheco e aqui fomos empossada pelo então Presidente, o CE Gentil Moreira de Sousa, agora a propiciar-nos a honra de transitar por este belo salão, certamente projetado e edificado também para bem acolher os acadêmicos do seu querido Elos Clube de Niterói. Estamos certa de que nossa Instituição representa um dos seus grandes afetos, não somente para os seus próprios sentimentos, mas, inclusive, para os da querida CE Membro Benemérito Clarice Quaresma de Souza, sua amada esposa. A primeira presidência, recebemô-la de Maria Apparecida Picanço Goulart.
Há quatro dias, caros Companheiros, a atual Presidente Maria Labouré A, Lima Ribeiro, quando, por telefone, confirmávamos nossa presença nesta festa, antes que tivéssemos proferido qualquer palavra, como sói acontecer, disse-nos seu próprio nome, em cumprimento afetuoso e expansivo: “Companheira Franci Darigo, eu queria muito falar-lhe!” e, em seguida veio o convite para saudá-la, nesta tarde, lembrando-nos o fato de sermos sua madrinha na Instituição. Dissemos-lhe da honra e alegria em saudá-la neste momento, e, ao mesmo tempo, agradecemos-lhe o convite já aceito, formulado há meses, por ocasião da última reunião aqui mesmo realizada, para sermos Membro do Conselho Consultivo, cargo que, sobremodo, nos reverencia e nos desobriga, não das responsabilidades inerentes, mas de tarefas às quais, normalmente, não poderíamos atender, se é que assim podemos nos expressar, sem escapar ao compromisso do Juramento de Fidelidade. Percebemos, então, o gesto de grandeza da cara Presidente e Companheira, ora nos recepcionando ao lado de seletas autoridades elistas.
Prezados amigos, dá-se nesta oportunidade uma retribuição de cordialidades, porque madrinha e afilhada se atribuem, no mesmo grau, a responsabilidade de promover o engrandecimento e de dignificar, hoje e sempre, esta célula da Comunidade Internacional Lusíada, para defender o idioma português, a família e a Bandeira Nacional, valores preeminentes no mundo lusófono, nos territórios de seus oito países-membros.
Labouré é uma mulher admirada em nosso meio acadêmico-literário pela sua insígnia – a firmeza ético-profissional – sempre empenhada no sucesso da Muiraquitã, nesta terra de tantos caminhos e de sobejas possibilidades: Imperial Cidade de Niterói. Ao lado de Tomaz Lima, por muitos anos, Labouré entregou-se à faina em favor da Editora; da Comunidade Luso-Brasileira do Estado do Rio de Janeiro; da Academia do Bacalhau; do Elos Clube de Niterói; de sua família nuclear, entendamos suas duas filhas; sua mãezinha saudosa, em lamentada perda dupla com o falecimento do Doutor Tomaz Correia de Miranda Lima.
Labouré está, hoje, cercada de amigos elistas que bem entendem a extensão dos momentos desagradáveis por que passou. Vencida a intempérie, prezada afilhada, desejamos todos vê-la recuperada  e estimulada a prosseguir sua caminhada, valendo-se da confiança e do estímulo infundidos, pelo seu ex-Presidente e por nós igualmente, quando a convidamos para integrar este distinto sodalício, solo da História Portuguesa, a mesma que por séculos nos sustenta.
Ao fim e ao cabo, caríssima afilhada, muito agradecemos a oportunidade de estarmos aqui, com saudades do riso responsável de Manita, da seriedade delicada de Marilena Gomes Ribeiro, do carinho da amizade de Gercy Pinheiro de Souza, da Mariná, de Horácio Pacheco, de Jorge Picanço Siqueira, de Antônio Bispo dos Santos, de Antero dos Santos Almeida, de Lou Pacheco que recém nos deixou, de Togo Povoa de Barros, de Milton Nunes Loureiro, de Nelson Lamy, de João Ferreira Caridade e tantos outros. Sucesso!
Muito grata.  
CE Franci Machado Darigo 
ex-Presidente do Elos Clube de Niterói

Nenhum comentário:

Postar um comentário